Seguidores

sábado, 5 de setembro de 2015

Fonte: Expresso online

Rosário Teixeira fez a vontade ao ex-PM e abdicou da vigilância eletrónica. Mal soube que ia sair, Sócrates nem esperou para jantar. Última refeição preso foi feijoada à transmontana

A informação foi divulgada pelo gabinete da Procuradoria-Geral da República à hora em que começava o jogo particular entre Portugal e França, mas nessa altura já José Sócrates tinha saído da cadeia de Évora, onde esta sexta-feira deixou de ser o recluso 44 ao fim de 284 dias de prisão preventiva.
O ex-primeiro-ministro foi apanhado de surpresa às 18h30, quando foi notificado pessoalmente pela direção do estabelecimento prisional de Évora do despacho proferido pelo juiz de instrução Carlos Alexandre. Iria ser transferido para casa, passando a estar em prisão domiciliária sem estar obrigado a usar pulseira eletrónica.

6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia amiga

Coisas que não consigo entender.


Beijinhos e bom sábado.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Cadinho RoCo disse...

Toda prisão é ruim.
Cadinho RoCo

Miguel disse...

Passei cerca de três semanas em Thurso, na Escócia, a dois passos do Mar do Norte.
Neste momento encontro-me em Edimburgo.
Quando regressar a Bagno a Ripoli, o que deverá ser em finais de Setembro, visitarei todos os blogs amigos.
Até lá desejo-te tudo de bom e dias muito felizes.
Um beijo
MIGUEL / ÉS A MINHA DEUSA

Observador disse...

O Ministério Público começou a desfazer o mal que tinha feito.
Isto é por episódios. O próximo? Depois das eleições.

Bom domingo e um abraço, Irene.

Pedro Coimbra disse...

Como já por aí li, o tipo tem que ser muito culpado.
Só assim se explica que o obriguem a ficar detido na casa da ex-mulher :)))
Boa semana

inconfessável disse...

Espero que a acusação seja muito, mas muito bem fundamentada e que não sejam só estados de alma e 'parece-nos'.