Seguidores

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Tinha conhecimento?

A Grécia é o país da UE e do Euro com o maior potencial prospetivo de exploração de petróleo, com cerca de 22 mil milhões de barris no Mar Jónico e 4 mil milhões de barris no Mar Egeu. Por comparação, o poço Lula no Brasil (uma das maiores descobertas da última década) tem cerca de 8 mil milhões de barris.
Este facto é conhecido pela Troika do FMI, UE e BCE desde 2010. Em vez de promover a produção petrolífera para reequilibrar as contas gregas e aumentar a autonomia energética europeia, a ordem é privatizar a única via que o Estado grego dispõe para pagar aos credores.
Eis a razão pela qual russos e chineses digladiam-se para controlar os portos gregos: passam a controlar terminais de distribuição de petróleo e gás para os Balcãs e centro da Europa, e conquistam uma inédita presença estratégica no mediterrâneo.
Ciente desta ameaça, os EUA não dormem e Hillary Clinton deslocou-se recentemente à Grécia para tentar acertar condições de E&P com a Turquia, com o envolvimento da empresa americana Noble Energy. O problema reside em que a Grécia não dispõe de uma ZEE e por isso não tem garantido o direito soberano sobre os recursos no solo marinho. Por isso, Clinton foi tentar um acordo de repartição entre Grécia, Turquia e a Noble Energy. Na semana seguinte, os russos foram bater à porta dos gregos com proposta semelhante.
Se considerarmos que Israel será um exportador líquido de gás ainda nesta década e que Chipre também uma bacia rica em petróleo, concluem-se dois factos:
 
  • O Mediterrâneo será um foco de tensão geopolítica em torno dos recursos petrolíferos
    A UE sofre de uma cegueira estratégica extrema ou a Alemanha já desistiu da Europa
  • A importância estratégica de capacidades de exploração submarina para a sustentabilidade dos países
(obrigada Joaquín)

 
 
 
 
 
 
 

4 comentários:

Zulmira Romariz disse...

Não sei se o NÃO da Grécia será bom...vamos ver, beijo amiga e boa semana

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Irenamiga

Gato escondido - sem o rabo de fora! O petróleo é um maganão; quando ele aparece (ou está para aparecer, é uma gaita! Sem foles... :-)))

Se os gregos começam a explora-lo, adeus minhas encomendas: o Mediterrâneo torna-se realmente um berbicacho de todo o tamanha!!! De qualquer modo, parabéns ao OXI O Varoufakis caiu no campo da honra; mas, cuidado vem aí o Aristocrata Vermelho...

Qjs do alfacinha

Pedro Luso disse...

Olá, Irene!
Quando os números da economia são fornecidos pelos políticos eles conseguem tirar da matemática a sua condição de ciência exata. Isso está acontecendo aqui, no Brasil, nesse mar de lamas que nos impuseram os governos de Lula e de Dilma. A descoberta do petróleo, na quantidade que esses dois governos anunciaram, não passou de trapaça. Será que o mesmo não poderá acontecer com a Grécia, no tocante ao petróleo?
Abraço.

Marineide Dan Ribeiro disse...

Concordo com Pedro Luso, não passa de bravatas, o que se refere ao Petróleo! Pobre povo elênico! Vivi 10 anos naquele país e aprendi a ama-lo! Estou torcendo para que um milagre aconteça...


Bjusss