Seguidores

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Há sempre tantos mistérios...(Fonte: Flash!Vidas)

Os príncipes de Inglaterra, Diana e Carlos, podem ter tido uma filha antes do casamento, segundo revela o tabloide americano 'Globe'. A mulher, atualmente com 33 anos, chama-se Sarah e tem parecenças físicas com Lady Di.

"Eu sei que é o meu verdadeiro pai e Diana era a minha verdadeira mãe", disse Sarah ao príncipe Carlos num encontro gravado através de uma câmara de segurança, que a família real inglesa tenta agora encobrir. De acordo com o 'Globe', Sarah pediu um teste de ADN, o que deixou o ex-marido da princesa de Gales bastante nervoso. Ao ver a mulher de 33 anos durante uma viagem realizada aos Estados Unidos com Camilla Parker-Bowles, com quem celebra esta quinta-feira, 9 de abril, 10 anos de casamento, Carlos tratou-a mal e chamou-lhe alegadamente de interesseira, mas ficou impressionado com as parecenças físicas e comportamentais de Sarah e Diana.












(Fotografias de Diana e Sarah publicadas na imprensa)

"No fundo ele suspeita que ela é sua filha, mas nunca vai admitir. E ele não vai fazer teste de ADN", revela uma fonte à revista 'Globe'. Sarah chorou e acusou-o de ter morto a mãe. Carlos deu alegadamente dinheiro à mulher para que desaparecesse, mas a oferta não foi aceite.
 
A existência desta alegada filha desconhecida pode fazer sentido quando comparada ao livro 'The Disappearance of Olivia', da escritora Nancy E. Ryan, que tem partes reais e ficcionais. Na obra pode ler-se que Diana era virgem e ao 19 anos colheram os seus óvulos e fertilizaram-nos com o esperma do Príncipe Carlos para se saber se a princesa lhe poderia dar um herdeiro real. Os embriões foram depois destruídos, mas um membro da equipa médica manteve um e implantou-o na esposa, que deu à luz um bebé. Na vida real, Sarah nasceu em outubro de 1981, 10 semanas após o casamento de Charles e Diana. Quando a mulher tinha 20 anos perdeu os pais num acidente de carro e descobriu a verdade sobre a sua origem através do diário da mulher que a criou.

Quando Sarah tentou saber mais sobre a origem do embrião, foi ameaçada através de uma mensagem telefónica e o seu receio fê-la mudar-se de Inglaterra para os Estados Unidos. Foi o príncipe William quem o convenceu a conhecer Sarah, que já se encontrou também secretamente com Kate Middleton.
 
    

5 comentários:

Elisabete disse...

Incrível!
Bjs

Brown Eyes disse...

A fotografia a mim parece-me mesmo a princesa Diana - isto só pode ser montagem.

papoila disse...

Que grande imbróglio!!!
Mas elas são extraordinariamente parecidas...
xx

Carmem Grinheiro disse...

Olá Irene,
história tão rocambolesca para ser real... que é bem capaz de o ser, porque, quanto mais eu vivo e conheço do ser humano, mais acredito de que é capaz de coisas inimagináveis.

bj amg

Lucinha disse...

Irene,

Nunca imaginei um coisa dessas, mas creio que é bem possível.
A verdade não ficará escondida a vida inteira. Um dia, ela prevalecerá.
Abraços