Seguidores

segunda-feira, 9 de março de 2015

Você pensa votar nos partidos que formam o actual govern(PPD-CDS) que só sabem agravar com impostos a vida dos portugueses?

A maioria das pessoas que pagam IMI andassem distraídas e só agora ao chegar o aviso

para pagamento do mesmo em Abril, se tenham apercebido do alto aumento para 2015 deste

imposto.

Havia uma cláusula de salvaguarda que estipulava que o aumento não podia ser superior

a 75 Euros/ano. Pois bem os partidos PPD - CDS recusaram para o orçamento do Estado

para este ano, da manutenção dessa cláusula, contrariando a vontade de todos os outros

partidos políticos com assento na Assembleia da República. Agora surge a surpresa!!!

Para mim, não!

A chegada das notificações para o pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) vai deixar alguns portugueses assustados. Em causa estão aumentos consideráveis, que podem chegar aos 500% e aos 8000%, por causa do fim da cláusula de salvaguarda que limitava a subida deste imposto.
A cláusula de salvaguarda determinava uma subida máxima no IMI de 75 euros, mas, com o seu término, os novos valores do imposto para as casas reavaliadas em 2011 e 2012 sofrem aumentos “inacreditáveis”, conforme atesta o Jornal de Notícias citando alguns proprietários.
aumento médio será “na ordem dos 35% a 40%”, conforme constata o bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, Domingues de Azevedo no Dinheiro Vivo. Este elemento repara, contudo, que nalgumas situações os valores podem subir até aos 500%, citando o seu próprio caso pessoal.
“Os prédios comprados no ano 2000, o que é bastante recente, já sofrem um aumento significativo”, alerta Domingues de Azevedo.
Luís Menezes Leitão, da Associação Lisbonense de Proprietários, refere ao Diário de Notícias que há casos “em que o valor patrimonial subiu 1000% e 8000%“, concluindo que “muitas famílias” não vão conseguir “pagar o imposto”.
“O património não pode ser visto pelo Estado como a árvore das patacas”, afiança ainda Luís Menezes Leitão no mesmo diário.
Estes aumentos no IMI devem atingir cerca de 30% dos portugueses, segundo apurou o Diário de Notícias, frisando que o Estado espera um encaixe de 1,63 milhões de euros com este imposto, isto é, um acréscimo de 10% relativamente ao ano passado.

Fonte: ZAP Notícias

3 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Irene, aqui no Brasil, sofremos sob a pressão de uma carga excessiva de impostos. Estamos entre os países do mundo que mais tributa o cidadão. Não bastasse isso, estamos em meio ao lamaçal da corrupção. Os principais e maiores partidos (aqueles que compõem o atual governo) estão envolvidos no maior escândalo corruptivo da nossa história.
O mais incrível de tudo é que o partido mentor da maracutaia do "Mensalão" conseguiu reeleger O Sr. Lula; elegeu a Sra. Dilma e a reelegeu, e se bobear, de repente, ainda elegerá o sucessor...
Resumindo, parece que queremos que o estado de coisa continue assim, com escândalos como o Mensalão (compra de votos pelo Pt para aprovação de projetos do governo); o "petrolão" escândalo na Petrobras, inclusive adicionando a compra superfaturada de Passadena, Usina sucateada do Estados Unidos e envolvimento das construtoras civis, que financiaram as campanhas eleitorais do partido da situação e os coligados. Ah, e o Partido dos Trabalhadores (PT) não foi criado em gabinetes, mas surgiu da base trabalhadora (associações, sindicatos, etc...). Na minha modesta opinião, a situação mudará somente quando o indivíduo, de modo geral tiver consciência de equanimidade, de civilidade, de solidariedade e, sobretudo, renunciar ao apetite egoista , porque os políticos saem da sociedade, portanto, uma sociedade doente não poderá propiciar políticos saudáveis.
Um abração daqui do sul do Brasil.

Nidja Andrade disse...

Nem sei como fazer e o que fazer vou empurrando a realidade com a barriga, infelizmente!...

Nidja Andrade disse...

Sempre estou de olho em todos, por isso hoje reservei um tempinho pra estar visitando todos os blogs que sigo,desejo um ótimo começo de semana a ti. bjs