Seguidores

terça-feira, 10 de março de 2015

Os animais também merecem respeito

Revolta por cão abatido a tiro
Casal acusa vizinho de disparar sobre o cão deles.
Por Natacha Nunes Costa
Simba foi abatido a tiro. A morte do cão de raça Leão da Rodésia deixou devastados José Diogo Castiço e Andreia Mira, de Monsanto, Idanha-a-Nova, que culpam o vizinho de ter disparado sobre o animal de estimação do casal. Emocionado e à espera que se faça justiça, José partilhou no Facebook este trágico acontecimento através de um texto: "Mataram o meu melhor amigo" conta já com mais de 20 mil partilhas.

Tudo aconteceu eram 15 horas de sábado, dia 7 de março. Andreia estava a tratar dos produtos hortícolas quando ouviu dois tiros, seguidos de um ganir muito agudo que reconheceu ser de Simba, o cão oferecido pelo marido há cinco anos. "A Andreia chamou o Simba que veio ter com ela a cambalear, completamente furado e a deitar sangue. Ela abraçou-o e, graças a Deus o Simba morreu quase instantaneamente sem sofrer mais" – lamenta José Castiço, visivelmente emocionado.

De imediato, o casal chamou as autoridades à sua propriedade. "Perante a GNR, chamei o meu vizinho, que começou por negar ter atingido o cão de propósito. Disse que disparou para o ar. Vamos aguardar o resultado da autópsia [entre hoje e amanhã], que vai revelar a verdade. Este crime não vai ficar impune. Além disso, costumo ter crianças quase todos os fins de semana na minha quinta; e se o tiro tivesse atingido uma criança?" – questiona o empresário.

José Castiço confessa que é difícil voltar à sua propriedade, onde perdeu o "melhor amigo" e o "melhor cão do mundo". O empresário de Idanha-a-Nova, que já fez queixa à GNR, promete justiça, não só pelo Simba mas por todos os animais que sofrem maus tratos.

"O objetivo da queixa é mostrar que as pessoas não podem ficar impunes ao exercerem violência sobre os animais. Qualquer euro que eu receba, com uma possível indemnização, vai ser doado a associações que protegem os animais. Quando, a chorar, enterrei o meu cão, prometi que o Simba iria ser uma bandeira nacional contra os maus tratos aos animais."

No dia em que Simba foi abatido, o dono do cão acredita que alguém entrou na sua propriedade para destruir, simplesmente. "Nessa noite, tivemos uma invasão à nossa quinta, com pequenos danos materiais, coisas simplesmente vingativas. Por isso, fizemos uma segunda queixa na GNR, desta vez por invasão de propriedade."

Na sequência da onda de solidariedade, que percorre as redes sociais, há já uma petição pública dirigida ao primeiro-ministro, ao Partido pelos Animais e pela Natureza e ao Ministério do Ambiente, que conta já com mais de 7 mil assinaturas, e que pede que seja feita justiça no caso da morte de Simba.
(Fonte: Correio da Manhã)


8 comentários:

Magia da Inês disse...

♭♪
Só o ser humano é capaz de atos tão covardes!!!

Bom início de semana, amiga!
Que venham para nós dias melhores!
Beijinhos.
♮♬♫ه° ·.

Wanderley Elian Lima disse...

Quem maltrata um animal deveria morrer na cadeia.
Abraço

Luma Rosa disse...

Oi, Irene!
Duplamente covarde esse assassino! Por matar e por negar a autoria do crime.
Como devem estar a sofrer os donos por essa perda irreparável. Só podemos dar-lhes uma palavra de carinho. A providência divina encarregar-se-à de castigar sem pau nem pedra.

Lilá(s) disse...

Fiquei mal disposta que li a noticia! como o ser humano por vezes consegue ser tão desumano!
Bjs

vendedor de ilusão disse...

Não acredito numa coisa dessas! Como alguém agir assim? Só um insano, penso, seja lá quem for!

Arco-Íris de Frida disse...

Que coisa horrivel... qual o sentido de matar um animal indefeso?

É o homem agindo como animal irracional...

Beijos...

Élys disse...

Um ato como este faz com que eu fique com uma tristeza imensa. Não sei como se tem coragem para executar, tamanha maldade.
Meu coração chora.
Élys.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Irenamiga

O único animal que mata por prazer e sem ser para subsistir é o Homem.

Qjs