Seguidores

domingo, 29 de março de 2015

Eusébio da Silva Ferreira morreu na madrugada de 05/01/2014 com 71 anos, vítima de paragem cardiorespiratória

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt
Os restos mortais do futebolista Eusébio, falecido em janeiro do ano passado, vão ser trasladados para o Panteão Nacional a 3 de julho, disse à Lusa fonte do gabinete da Presidência da Assembleia da República.
Os grupos parlamentares da maioria PSD/CDS-PP, PS, PCP, BE e "Os Verdes" aprovaram a 20 de fevereiro por unanimidade conceder honras de Panteão Nacional ao futebolista Eusébio, através de uma resolução conjunta.
Eusébio da Silva Ferreira morreu na madrugada de 05 de janeiro de 2014, aos 71 anos, vítima de paragem cardiorrespiratória.
Também carinhosamente tratado por ‘King’, foi eleito o melhor jogador do mundo em 1965 e conquistou duas Botas de Ouro (1967/68 e 1972/73).
No Mundial de 1966, disputado em Inglaterra, foi considerado o melhor jogador da competição, na qual foi o melhor marcador, com nove golos, com a ‘seleção das quinas’ a classificar-se no terceiro lugar.
A poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen foi a última personalidade portuguesa a merecer honras de Panteão Nacional por proposta de PSD e PS que obteve unanimidade em fevereiro de 2014, tendo a cerimónia decorrido em Julho.


ulho.

2 comentários:

Zulmira Romariz disse...

Futebol não me diz muito, mas acho
justo Eusébio ir para o Panteão Nacional, afinal foi uma figura nacional, beijo Irene, gostei do novo
visual do blogue, beijo amiga

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Eusébio da Silva Ferreira foi e é e continuara a ser um símbolo nacional que representa a força do querer.
AG