Seguidores

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Bárbara GuimarãesFátima LopesTânia Ribas de OliveiraCláudia SemedoSílvia Alberto foram algumas das mulheres famosas que fizeram questão de dar a voz contra a violência doméstica. A leitura dramatizada dos textos Feridas de Morte por parte destas mulheres, na sessão de abertura das III Jornadas Nacionais Contra a Violência Doméstica e de Género, não deixou ninguém indiferente. “Estive sempre muito associada a esta causa, sempre lutei muito para acabar com este flagelo e continuo a trazer temas destes ao meu programa”, explicou a apresentadora Fátima Lopes. Por seu lado, a atriz Cláudia Semedo contou: “Foi muito emocionante ler estes textos, que são universais. Cada palavra pareceu uma lâmina cortante.”

4 comentários:

Arco-Íris de Frida disse...

É de pessoas assim que o mundo precisa...

Beijos...

papoila disse...

Viver com medo não há nada pior!
Que todas as mulheres se libertem dessas relações e se sintam livres é o que mais lhes desejo.
xx

Cidália Ferreira disse...

Como é possível ainda haver violência domestica... Penso que cada vez há mais!

Beijo, bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

vendedor de ilusão disse...

As mulheres devem mesmo "meter a boca no trombone"; é inaceitável nos dias atuais, assim como sempre foi, o homem praticar atos repudiáveis contra àquelas que são, de um jeito ou de outro, as nossas mães.
Parabéns pelo oportuno post.
Abraço.