Seguidores

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Ontem no congresso do Partido Socialista houve um momento que muito me comoveu:

a actriz Maria do Céu Guerra leu o nome das mulheres, vítimas de violência doméstica, que foram
assassinadas em Portugal desde o início do ano. Este último fim de semana houve mais 2 tentativas,
de assassínio de mais duas mulheres.

O ano de 2014 está sendo particularmente gravoso neste aspecto. Quase uma morte por semana,
tudo porque o marido, ex-marido ou namorado, não aceita o fim de uma relação.

Ninguém é propriedade de ninguém!!! Tudo que começa tem um fim, Basta aceitar isto.

Tudo o resto é fruto de muita malvadez e falta de respeito pela vida humana.

Irene Alves

2 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Passo para lhe deixar o meu carinho.


Beijinhos e uma semana feliz.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Observador disse...

Creio que por muito que se denuncie a violência doméstica, há sempre quem olhe para o lado e assobie.

Abraço, Irene.