Seguidores

sábado, 30 de agosto de 2014

E se isto se tornar mesmo muito perigoso? A Europa está desarmada!!!

Na sexta-feira, no mesmo dia em que Durão Barroso declarava que a solução para a crise na Ucrânia passa por novas sanções à Rússia - a Comissão Europeia elaborou um conjunto de opções para ser apresentado este sábado, na cimeira extraordinária de Bruxelas -, Vladimir Putin destacava o poder bélico da Rússia no fórum da juventude Seliger 2014, na região de Tver. E avisava... é melhor ninguém se meter com o país. 
A incursão militar russa na Ucrânia tem sido negada pelo Presidente da Rússia, que aponta o dedo ao governo ucraniano, responsabilizando-o pelo conflito que já fez mais de 2000 mortos.
Sob o olhar de jovens, Putin afirmou ser crucial "obrigar" Kiev a sentar-se à mesa de negociações com os separatistas pró-russos do leste. Esta é a via para a paz. E foi mais longe, quando comparou as ações das forças militares governamentais em Donetsk e Lugansk ao cerco nazi a Leninegrado na segunda guerra mundial.
O chefe da diplomacia russa acusou ontem a NATO de "utilizar imagens de jogos de computador" para demonstrar a existência de tropas russas na Ucrânia. Serguei Lavrov disse mesmo que "ocultar a evidência é uma característica particular dos EUA e muitos países da UE" em relação à situação na Ucrânia.
Na iminência de novas sanções da União Europeia - o presidente francês François Hollande defendeu este sábado que é preciso elevar a punição -,  a intervenção em Seliger foi aproveitada por Putin para deixar recados. A Rússia não quer, nem tem intenção de entrar "num conflito a grande escala", sublinhou, mas "devemos estar preparados para repelir quaisquer agressões".
"Quero recordá-los que a Rússia é uma das mais poderosas potências nucleares. Não são só palavras, isto é uma realidade", acrescentou.

 




3 comentários:

Jorge Lopes disse...

Tem cara de louco!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Irenamiga

O Putin é um filho da... Putina. Crê-se o novo Czar. O que nem é difícil quando, do outro lado, as palavras são muitas, as acções é que são o... diabo.

Para já o senhor do Kremlin também é o da Crimeia! R pelo andar da carruagem um dia destes tentará ser o dono da Europa. Mesmo sem a patroa Angela concordar.

A ameaça da potência nuclear é um bluf de poker. Se alguém começasse a "atirar" bombas antónias os outros também o fariam como retaliação. E sem o Nostradamus, seria o fim do Mundo. E a URSS, ups, Rússia também pereceria,assim como o império soviético, digo, russo

Muito cuidado há que ter com a Coreia do Norte, com a Índia, com a China e sabe-se lá com quem mais, que também são potências nucleares, não falando do Irão e mesmo de Israel.

Qjs

José María Souza Costa disse...


Olá, tudo bem ?
Nesta tarde meio sol, meio cinza, de sábado aqui em Sampa, aproveito para te desejar, um fim de semana agradável. Cada um, dentro do seu proporcional tempo. Mas, não podemos esquecer, que é o Criador, o regente dos nossos sonhos e inspirações. Portanto, nesse caminhar de vontades, o que não aconteceu no dia de hoje, é por que, só realizar-se, em um tempo determinado. E todo tempo é tempo, desde que o Pai Eterno, assim, nos conceda.
Paz e Luz
Abraços.